Órgãos de trânsito vão fiscalizar grau de visibilidade nas películas fumês

Donos de veículos não obedecem normas do Conselho Nacional de trânsito. PRF já registrou mais de mil notificações de veículos com películas irregulares

Os órgãos de trânsito do Piauí vão fiscalizar o grau de visibilidade das películas fumês dos veículos que trafegam no estado. Em Teresina, basta passar pelas ruas e avenidas para perceber que é difícil encontrar um carro sem as películas escuras nos vidros.
Segundo o inspetor da Polícia Rodoviária Federal Raimundo Rameiro, é importante ficar atento às normas do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). “A multa para quem desrespeitar a lei é de R$ 127, além do condutor perder pontos na carteira de motorista. Em 2012, foram mais de 500 veículos notificados por esta irregularidade, já em 2013 o número dobrou e foram mais de mil notificações”, informou o inspetor.

Ainda de acordo com Rameiro, as regras para o uso dessas películas existem desde 2007. “Muitos não seguem as normas que estabelecem uma porcentagem para que o motorista não perca a visibilidade ao dirigir. São regras que existem a muito tempo”, disse.
De acordo com Rafael Nôleto, gerente de uma empresa que faz aplicação de películas, o vidro para-brisa deve ficar com 75% de sua visibilidade, os laterais com até 70% e o traseiro 72%. “Apesar de alertamos os clientes sobre as normas, muitos insistem em burlar as leis e pedem os adesivos falsos nas películas mais escuras”, afirma Nôleto.

FONTE: G1

Deixe um comentário