A TRANSITOAMIGO PARTICIPA DE EVENTO NA ONU PROMOVIDO PELO ITTS

A TRANSITOAMIGO REPRESENTADA PELO SEU PRESIDENTE, FERNANDO DINIZ, PARTICIPA DE EVENTO NA ONU PROMOVIDO PELO ITTS QUE, APRESENTARÁ O BALANÇO DE DOIS ANOS DO EXAME TOXICOLÓGICO.

Evento em Nova Iorque contará com a presença de autoridades temáticas, especialistas, representantes da sociedade civil como o presidente da TRÂNSITOAMIGO e porta voz da Aliança Brasileira das Organizações Sociais em Defesa da Vida no Trânsito, Fernando Diniz.
A obrigatoriedade do exame toxicológico de larga janela de detecção para motoristas profissionais das categorias C, D e E completou dois anos em março de 2018. Considerada por muitos como a primeira política pública de prevenção ao uso de drogas por motoristas desde que o CTB entrou em vigor, a aplicação do exame toxicológico está relacionada, entre outras conquistas, à evasão de mais de 1 milhão de motoristas profissionais potenciais usuários de substâncias psicoativas das nossas estradas e rodovias no curto espaço de 2 anos.
O congresso, intitulado *The Use of Technology to Promote Road Safety: The Brazilian Experience*, acontecerá no próximo dia 27 de abril, na sede da Organização das Nações Unidas em Nova Iorque, e contará com a participação de Mauro Vieira, Chefe da Missão Brasileira nas Nações Unidas; Márcio Liberbaum, Presidente do ITTS; do Ex-Presidente da República Fernando Henrique Cardoso, que já presidiu a Comissão Global de Políticas sobre Drogas da ONU; do Deputado Federal Hugo Leal, Presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro e de outras autoridades do governo brasileiro, das delegações internacionais da ONU e de representantes da sociedade civil.
A proposta do evento é expor um painel de resultados objetivos, relacionados à queda do número de acidentes, mortos e feridos no trânsito brasileiro registrados ao longo dos primeiros 24 meses de vigência da lei do caminhoneiro, que instituiu a obrigatoriedade do exame de larga janela.
Na ocasião, especialistas e autoridades públicas irão expor e revelar ao mundo como o Brasil conseguiu, implantar uma política pública de segurança e saúde, que previne o consumo e a distribuição de drogas, reduz acidentes e mortes no trânsito e que já contribuiu com a queda de 38% no número de acidentes com caminhões nas rodovias federais do país apenas nos primeiros seis meses da obrigatoriedade, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal.

Assista na integra https://youtu.be/rumjTffcyVA

Deixe um comentário